Breguet Type XXI 3817 e Type XXII 3880 – dois novos ícones na alta relojoaria

Relógios para as mais diversas modalidades instrumentais e esportivas existem muitos, mas poucos possuem e mantêm o estilo e a elegância que os associam inconfundivelmente a determinada marca.

A secular Breguet ocupa um lugar de destaque na alta relojoaria não só porque fabrica relógios de altíssima qualidade, mas porque também mantém o estilo sóbrio e inconfundível criado por Abraham-Louis Breguet, que fundou a marca em 1775. Não era por mero acaso que Nicolas G. Hayek (1928-2010), considerado o maior empresário da indústria relojoeira suíça contemporânea e fundador do Swatch Group, tinha um carinho especial pela marca Breguet. 

Nicolas Hayek

A coleção Breguet Type XX foi lançada na década de 50 para uso militar, sob encomenda de La Royale, nome que os franceses atribuem à força armada aero-naval de seu país.

France marine-nationale logo

A denominação original era Type 20, com números arábicos e refere-se à quantidade de especificações técnicas exigidas pelo Ministério de Defesa da França.

O modelo original Type 20, inicialmente produzido exclusivamente para os pilotos da La Royale, foi inspirado nos relógios cronógrafos alemães ou Fliegerchronograph usados pelos pilotos da força-aérea Luftwaffe.

Posteriormente, em 1994, a Breguet introduziu essa coleção sob a denominação Type XX, agora com números romanos, para ser vendida ao público em geral.

A seguir imagem do modelo Breguet Type XX Aéronavale com caixa de ouro rosa e mostrador na tonalidade azul-marinho.

Breguet_type XX 1990

Observem que no modelo Type XX Aéronavale da imagem acima, não possui a função dia do mês, a qual foi incluída no final da década de 90 com o início da coleção Type XX Transatlantique, na posição das 6 horas, como mostra a imagem a seguir.

Breguet Type XX Transatlantique

A Breguet possui três museus abertos ao público, localizados em Zurique, Paris e Xangai, onde se encontram documentos históricos e modelos de relógios de bolso, de mesa e de pulso produzidos pela marca, entre eles alguns desta coleção.

Após esta breve introdução, vamos falar de dois modelos atuais da coleção Type XX, XXI e XXII, classificação que a Breguet adotou no seu catálogo para designar essa elegante coleção. 

Vamos iniciar pelo modelo Type XXI 3817 – referência 3817ST/X2/3ZU – com mostrador na elegante tonalidade slate grey. 

Type-XXI-3817

A caixa é de aço, com 42 mm de diâmetro e 15,2 mm de espessura. Cristal de safira com tratamento anti-reflexo nas duas faces do relógio.

O relógio é impermeável à pressão d’água em até 100 m (10 atmosferas) e a coroa é rosqueada para garantir a vedação. Portanto, o relógio pode ser usado para práticas náuticas leves, como natação, mas não para mergulho em águas mais profundas. 

O aro rotativo externo é bi-direcional, isto é, pode ser movimentado nos dois sentidos. Os ponteiros são revestidos de material luminescente não-radioativo, bem como os numerais arábicos e índices.

Possui as seguintes funções: 

  • horas, minutos e segundos (pequenos segundos às 9 horas)
  • dia do mês na posição das 6 horas
  • cronógrafo tipo flyback, com totalizador de minutos (ponteiro central) e contador para até 12 horas (círculo na posição das 6 horas). Existe mais um ponteiro central que faz a contagem de segundos, quando a função de cronógrafo é acionada.
  • indicador de Dia/Noite através de círculo na posição das 3 horas.

O movimento mecânico é o calibre 584 Q/2, com carregamento de corda automático e reserva de marcha para até 48 horas. Possui escapamento e espiral do balanço em silício (Si 14), 28 rubis e opera a 28.800 alternâncias/hora (4 Hz).

O movimento mecânico pode ser nitidamente observado pela outra face do relógio e protegido por cristal de safira. Cabe mencionar que a massa oscilante ou rotor do automático é de ouro amarelo maciço, com acabamento cotês circulaires croisées ou seja, listras circulares cruzadas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A marcha ou precisão do relógio foi testada nas oficinas da Breguet em seis diferentes posições. No geral, a indústria relojoeira faz o teste em cinco posições. As oficinas da Breguet estão situadas em l’Abbaye, pequena comunidade com 1.500 habitantes e situada no Cantão de Vaud.

O acabamento do mostrador é perfeito.

Brwguet type XXI 3817 front

Visto sob outro ângulo.

Breguet Type XXI 3817 dial detail

O relógio é acompanhado de pulseira de couro calfskin com costura lateral e fecho de segurança tipo deployant, também de aço.

Preço de venda Type XXI 3817 ao público: 13.500 francos suíços (VAT incluso)

O segundo modelo é o Type XXII 3880.

Breguet Type 3880 steel face

A imagem acima é o da versão básica (3880 ST/H2/3XV). A caixa deste modelo é um pouco mais mais robusta em relação a do Type XXI 3817, com 44 mm de diâmetro e 18,05 mm de espessura e também possui outras funções. Cristal de safira no verso é parcial, permitindo observar apenas o movimento do balanço. 

Breguet_Chronograph_Type_XXII_3880 ST_H2_3XV_Back

O mecanismo do Type XXII 3880, calibre 589 F, com carregamento de corda automático, é algo inovador, com frequência de 10 Hz ou 72.000 oscilações  ou alternâncias/hora. Ou seja, 2,5 vezes maior do que a maioria do calibres convencionais geralmente em uso (4 Hz ou 28.800 oscilações/hora). Existem relógios cujo movimento mecânico atinge 36.000 alternâncias/hora (5 Hz), denominados Hi-Beat.

Qual é a vantagem de um calibre de alta-frequência sobre um de baixa frequência, como por exemplo, com 18.000 oscilações/hora (2,5 Hz) ou com 21.600 (3 Hz)? Pelas informações que temos, maior a frequência/hora, menor o impacto de interferências externas sobre a marcha do relógio. Essas interferências externas são principalmente eventuais impactos mecânicos e trepidação durante o uso do relógio no pulso. 

Porém, existem outros fatores que influenciam a marcha do relógio: magnetismo, amplitude do balanço decorrente da liberação da energia pelo tambor de corda, lubrificação inadequada ou eventualmente um minúsculo e imperceptível fragmento de poeira nas engrenagens. 

Atualmente existem relógios dotados de calibres convencionais do ponto de vista de engenharia, que não possuem turbilhão, dotados com tecnologia de última geração, como por exemplo, o calibre 8400 automático da Omega, com escapamento Co-Axial, resistente à campos magnéticos acima de 15.000 Gauss ou 1.200.000 Ampéres, etc, cujo desvio de marcha se reduz a 1 segundo/dia. Com esse nível de precisão, relógios a quartzo se tornaram virtualmente obsoletos. 

Duas observações adicionais se fazem necessárias sobre o calibre de alta frequência 589 F:

  • vida útil de um escapamento com 10Hz, uma vez que o desgaste das peças pode ser rápido: de acordo com a Breguet, a integração de componentes feitos de silício (espiral do balanço, âncora e roda de escape) apresenta a vantagem de reduzir consideravelmente o desgaste inerente a este tipo de mecanismo de alta frequência. O silício possui propriedades físicas a aumentam consideravelmente o desempenho mecânico: imune a campos magnéticos, baixa densidade (três vezes mais leve o que o aço ou bronze), permitindo produzir peças mais leves e com baixa inércia, e, finalmente, este material é robusto bem como altamente resistente à corrosão e desgaste.
  • ganho de precisão, vis-à-vis o convencional escapamento com 28.800 oscilações/hora ou 8 batimentos/segundo (4Hz) e se a regularidade e estabilidade da marcha são relevantes. O mecanismo com 10Hz possibilita: aumentar a energia liberada pelo tambor de corda de maneira contínua para o balanço ou oscilador. Maior esta energia, mais estável será a frequência; o balanço torna-se mais resistente a distúrbios, como choques mecânicos, por exemplo. Proporciona uma visão mais acurada do ponteiro de segundos, que se move em frações de tempo menores e mais precisas. Cada segundo se divide em 20 frações, criando a sensação visual de um movimento contínuo. Finalmente, como afirmamos acima, a necessidade de um relógio com mecanismo de alta-frequência é uma questão de escolha. O mecanismo a 10Hz é claramente mais preciso e estável, permitindo medir e dividir o tempo de uma maneira mais acurada.

O Type XXII 3880 é impermeável à pressão d’água em até 100 m (10 atmosferas), com coroa rosqueada para garantir a vedação. Portanto, o relógio pode ser usado para práticas náuticas leves, como natação, mas não para mergulho em águas mais profundas.

O aro rotativo externo é bi-direcional, isto é, pode ser movimentado nos dois sentidos. Os ponteiros são revestidos de material luminescente não-radioativo, bem como os numerais arábicos e índices.

Possui as seguintes funções:

  • horas, minutos e segundos (pequeno segundos na posição das 9 horas). Porém, o ponteiro de segundos move-se com o dobro de velocidade,  com uma volta completa no círculo a cada 30 segundos.
  • cronógrafo tipo flyback, com ponteiro central para contagem de minutos  (volta completa a cada 30 segundos).
  • indicador para um segundo fuso horário (GMT)
  • indicador de 24 horas
  • dia do mês na posição das 6 horas

O modelo está disponível em quatro versões:

  • Caixa de aço com pulseira de couro calfskin – ref 3880ST/H2/3XV – versão básica, cujo preço é de 19.600 francos suíços.

bg081_im

  • Caixa de aço com bracelete também de aço  – ref 3880ST/H2/X0

Breguet-Type-XXII-3880 steel with bracelet

  • Caixa de ouro rosa com pulseira de couro de crocodilo marrom costurada a mão com fecho tipo deployant também de ouro rosa – ref 3880BR/Z2/9XV

Breguet Type XXII rose gold brown dial

  • Caixa de ouro e bracelete de ouro rosa – ref 3880BR/Z2/RXV

Type_XXII_3880 rose gold with bracelet front

 

Check Also

Montblanc – chega ao Brasil o modelo TimeWalker Chronograph Automatic com caixa de ouro

Modelo integra a nova TimeWalker Collection, que presta homenagem à extraordinária herança da Minerva no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *